Exposição

Enquanto

Tal qual uma reportagem, selecionamos a produção de três artistas como exemplos da transcendência, necessidade básica e importância da arte, sempre, para nos ajudar a superar e entender tempos tão difíceis.

03 Out a 31 Jan

Terça-feira a domingo
12h às 18h

R. Cosme Velho, 1105
Rio de Janeiro, RJ

Exposição

Enquanto

Tal qual uma reportagem, selecionamos a produção de três artistas como exemplos da transcendência, necessidade básica e importância da arte, sempre, para nos ajudar a superar e entender tempos tão difíceis.

03 Out a 31 Jan

Terça-feira a domingo
12h às 18h

R. Cosme Velho, 1105
Rio de Janeiro, RJ

Obras de
Carlos Vergara, Luiz Aquila e Roberto Magalhães, (Detalhe)

Carlos Vergara, Luiz Aquila e Roberto Magalhães

Tal qual uma reportagem, selecionamos a produção de três artistas como exemplos da transcendência, necessidade básica e importância da arte, sempre, para nos ajudar a superar e entender tempos tão difíceis

Sempre foi desejo da Casa Roberto Marinho constituir um acervo de entrevistas com artistas, historiadores, críticos, administradores e galeristas. Mas, na urgência de seus dois anos e meio de funcionamento, tomados por afazeres das mostras, publicações e registro de visitas guiadas, nunca surgia o tempo requerido para a produção das entrevistas.

Agora, num tempo que nos foi, de certo modo, roubado, produziu-se uma urgência, disponibilidade e simplificação de meios que propiciaram essas vinte e sete “Conversas da Casa”, disponíveis no site da Casa Roberto Marinho e na última sala da exposição Enquanto. Em algum ponto das conversas, surgia, inevitavelmente, o assunto da tragédia pandêmica. Mais que um documento da arte durante o isolamento social, os relatos, colhidos entre março e junho de 2020, permitem-nos, sobretudo, entrever os processos criativos de cada um que, de outro modo, teriam sido deixados no abrigo dos ateliês.

Enquanto foi organizada no período da quarentena. Tal uma reportagem, selecionamos três artistas, Carlos Vergara, Luiz Aquila e Roberto Magalhães como exemplos da transcendência, necessidade básica e importância da arte, sempre, para nos ajudar a superar e entender tempos tão difíceis.

Na mostra de Carlos Vergara o material e a mão do artista se aliam no registro do lugar, os trilhos dos bondes de Santa Tereza. Na série de “envelopes” ele demonstra, como até no isolamento social pôde continuar a estabelecer parcerias numa rede composta por destaques de várias gerações.

Uma série de Luiz Aquila, A Quarentela, lida com a perda e a reintegração do objeto - sua caneca preferida - por meio da memória artística daquilo que evanesceu. Integram sua mostra também telas e uma singela “sanfona” de papel, um conjunto articulado por desenhos em “pastel”.

2020 assinala a comemoração dos oitenta anos de Roberto Magalhães. E, acima das montanhas e das nuvens, no seu ateliê em Visconde de Mauá, nos presenteou com instigantes e surpreendentes soluções numa série completamente nova.

O fazer artístico e a solidariedade reencontram-se, mais fortes, nesta mostra de reabertura da Casa Roberto Marinho.

Lauro Cavalcanti
Diretor da Casa Roberto Marinho

Artistas presentes na exposição

Exposição

Livros e Arte

A Casa Roberto Marinho reabre seus espaços com “Livros e Arte”, alicerçada em grandes paixões de seu patrono: livros e arte.

03 Out a 31 Jan

Terça-feira a domingo
12h às 18h

R. Cosme Velho, 1105
Rio de Janeiro, RJ

Visite a exposição

Exposição

Livros e Arte

A Casa Roberto Marinho reabre seus espaços com “Livros e Arte”, alicerçada em grandes paixões de seu patrono: livros e arte.

03 Out a 31 Jan

Terça-feira a domingo
12h às 18h

R. Cosme Velho, 1105
Rio de Janeiro, RJ

Visite a exposição

Exposições Anteriores

Oito décadas de abstração informal

Oito décadas de abstração informal

Museu de Arte Moderna de São Paulo

São Paulo - 16 JAN A 22 ABR 2018

Curadoria: Felipe Chaimovich e Lauro Cavalcanti

Abstrações, Coleção Fundação Edson Queiroz e Coleção Roberto Marinho

Abstrações, Coleção Fundação Edson Queiroz e Coleção Roberto Marinho

Espaço Cultural Unifor

Fortaleza - 01 JUL A 31 JAN 2015

Curadoria: Lauro Cavalcanti

Quantidade de obras: 62

Um outro olhar, Coleção Roberto Marinho

Um outro olhar, Coleção Roberto Marinho

Paço Imperial

Rio de Janeiro - 01 JUL A 31 AGO 2013

Curadoria: Lauro Cavalcanti

Quantidade de obras: 199

Tesouros da Coleção Roberto Marinho na BM&F Bovespa

Tesouros da Coleção Roberto Marinho na BM&F Bovespa

Espaço Cultural BM&F Bovespa

São Paulo - 10 OUT A 29 JAN 2010

Curadoria: Pedro Correa Lago

Quantidade de obras: 28

O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho

O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho (3)

Palácio das Artes

Belo Horizonte - 01 MAR A 31 MAI 2008

Curadoria: Lauro Cavalcanti

Quantidade de obras: 162

O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho

O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho (2)

Museu de Arte Moderna

São Paulo - 01 MAR A 31 MAI 2005

Curadoria: Lauro Cavalcanti

Quantidade de obras: 147

O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho

O Século de um Brasileiro: Coleção Roberto Marinho

Paço Imperial

Rio de Janeiro - 01 DEZ A 28 FEV 2005

Curadoria: Lauro Cavalcanti

Quantidade de obras: 237

Arte Moderna Brasileira: uma Seleção da Coleção Roberto Marinho

Arte Moderna Brasileira: uma Seleção da Coleção Roberto Marinho (3)

Museu Metropolitano de Arte de Curitiba

Curitiba - 01 AGO A 30 SET 1995

Curadoria: Paulo Venancio Filho

Quantidade de obras: 113